Praga é um dos lugares mais fascinantes que eu já visitei em todo o mundo. E olha que o Mundo Muyloco já rodou bem esse planeta. Eu poderia dizer que é tipo uma París, só que mais humilde, mais bela e mais barata. Fiquei encantado com cada canto da cidade repleta de construções medievais, lendas e histórias.

Praga é a capital e a maior cidade da Republica Tcheca. Situada na margem do Vlatava é conhecida como “cidade das cem torres” ou “Cidade Dourada”, que eu acho mais poético.

Praga é uma das mais belas cidades antigas da Europa, famosa pelo extenso patrimônio arquitetônico e rica vida cultural.

A cidade é o principal centro econômico e industrial da República Checa. Situada na Boêmia central, a cidade de Praga localiza-se sobre colinas.

Outro destino obrigatório no alto da colina é o imponente do grande Castelo De Praga,  o maior castelo da Europa, que domina a capital na margem esquerda do Rio Vltava.

Praga tem uma área de 496 km² e uma população de mais ou menos 1 500 000 habitantes.

História De Praga

Durante milhares de anos, as primitivas praças da moderna Praga foram passagem obrigatória nas rotas comerciais que atravessavam a Europa de norte a sul. Numerosos resquícios paleoliticos e neoliticos que atestam a existência de povoações agrícolas entre os anos 5000 e 2700 antes de cristo.

Os celtas estabeleceram povoados nessa zona nos sec IV e III a.c ,  mas as primeiras notícias de um assentamento permanente em Praga remontam ao séc IX, quando, segundo a lenda, a princesa Libuse e seu marido Premysl fundaram a cidade que, governada pela dinastia por eles iniciada e que permaneceu no poder entre os séculos IX e XIV , se converteu no núcleo político do reino da Boêmia e num dos mais importantes centros comerciais da Europa medieval.

Entre 1346 e 1378, o imperador alemão Carlos IV de Luxemburgo estabeleceu a capital de seu império na cidade, que experimentou novas fases de florescimento em 1348, com a fundação da universidade, convertida pouco depois no núcleo do nacionalismo checo, e da Nové Mesto (Cidade Nova), junto à Staré Mesto, e em 1357, com a construção da ponte de Carlos. A rivalidade entre as populações tcheca e alemã, esta integrada pela burguesia e pela alta hierarquia eclesiástica, foi o estopim, no século XV, da insurreição hussita. O conflito foi inspirado pelos sermões do reformador protestante Jan Hus e culminou com o que se chamou de a primeira defenestração de Praga, em que os dirigentes da cidade foram atirados pelas janelas da sede do governo pelo povo enfurecido.

Em 1526, a ascensão da dinastia católica dos Habsburgos ao trono boêmio pôs fim ao breve período de paz e prosperidade da cidade. A segunda defenestração de Praga, em 1618, e a derrota das tropas checas na batalha da montanha Branca, em 1620, precipitaram a eclosão da Guerra dos Trinta Anos, durante a qual Praga foi ocupada por saxões e suecos , e o declínio econômico da cidade, cuja recuperação só ocorreria no século XVIII. Principal centro dos triunfos que em 1848 levaram à vitória do nacionalismo checo contra a dominação austríaca, Praga tornou-se em 1918 a capital da nova e independente república da Checoslováquia. Os pactos de Munique, de 1938, cederam a cidade e o país à Alemanha nazi até o final da segunda guerra mundial, quando a Checoslováquia passou para a órbita da União Soviética. Em 1968 a cidade foi cenário do movimento popular que se tornou conhecido como Primavera de Praga, que resultou na invasão das tropas do Pacto de Varsóvia. As manifestações populares de repúdio à ocupação se multiplicaram e foram reprimidas com violência. Em 31 de dezembro de 1992, com a dissolução dos laços que uniam checos e eslovacos numa federação única, Praga deixou de ser a capital da Checoslováquia e passou a ser capital da República Checa.

Fonte : Wikipedia e Google

 

0 Comentário
308 Visualizações
Anterior Próximo

Você pode gostar disso também:

Sem comentários

Responda