Category

Mundo Muyloco

Tsukiji Market – O Maior Mercado de Peixes do Mundo

Visitamos o Mercado de Tsukiji (築地市場, Tsukiji shijō ) o maior mercado atacadista de peixes e frutos do mar do mundo e também um dos maiores mercados atacadistas de comidas de qualquer tipo.

O mercado localiza-se em Tsukiji, no centro de Tóquio, entre o Rio Sumida e o distrito comercial de Ginza. Enquanto o centro do mercado é restrito ao acesso dos visitantes, oque aconteceu com nossos cientistas, o mercado de varejo, restaurantes e lojas de materiais de restaurantes do lado de fora permanecem uma grande atração turística para visitantes japoneses e estrangeiros.

O mercado localiza-se perto da Estação Tsukijishijo na Linha Toei Oedo e Estação Tsukiji na Linha Hibiya do Metrô de Tóquio. No mercado atacadista aproximadamente 900 comerciantes atacadistas operam pequenas barracas e onde leilões e a maior parte do processamento do peixe ocorre. O “mercado exterior” (jōgai-shijō) é uma mistura de lojas de atacado e varejo que vendem utensílios de cozinha japoneses, suprimentos de restaurantes, mercearias e frutos do mar, e muitos restaurantes, especialmente restaurantes de sushi. A maior parte das lojas no mercado exterior fecham no começo da tarde, e as do mercado interior ainda mais cedo.

O mercado abre em quase todas as manhãs (exceto domingos, feriados e algumas quartas-feiras) às 3 horas da manhã com a chegada de produtos por navio, caminhão e avião de todo o mundo. Particularmente impressionante é o descarregamento de toneladas de atum congelado. As casas de leilão (atacadistas conhecidos em japonês como oroshi gyōsha) então estimam o valor e preparam o recebimento dos produtos para os leilões. Os compradores (licenciados a participarem dos leilões) também inspecionam o peixe para estimar para qual peixe eles gostariam de dar uma oferta por qual preço.

Os leilões começam por volta das 5:20 da manhã. Os lances podem somente ser dados por participantes licenciados. Esses candidatos incluem atacadistas intermediários (nakaoroshi gyōsha) que operam barracas no mercado e outros compradores licenciados que são agentes de restaurantes, empresas de processamento de alimentos e grandes varejistas.

Os leilões geralmente terminam por volta das 7 horas da manhã. Após, os peixes comprados são carregados nos caminhões para serem enviados ao próximo destino ou carregados em pequenos carrinhos às muitas lojas dentro do mercado. Lá, os proprietários das lojas cortam e preparam os produtos para o varejo. No caso de peixes maiores, por exemplo atum e peixe-espada, o corte e a preparação são elaborados. O atum e o peixe-espada congelados são muitas vezes cortados com grandes serras elétricas, e o atum fresco é cortado com facas extremamente longas (algumas com mais de um metro de cumprimento)

 

Espero que gostem e deixe o seu comentário e like la no vídeo.

 

0 Comentário
156 Visualizações

Fernando Muylaert e Lord Vinheteiro foram barrados no Mercadão de Peixes do Japão e foram comer sushi e mostrar as redondezas no Ciência Maluca do Himalaia Japão.

0 Comentário
219 Visualizações

CONHECA O PARQUE DO AMOR E TUDO QUE ROLOU NO PERU

Inspirado no parque Guel e inaugurado no dia dos namorados o Parque do Amor é um dos melhores lugares em Lima para apreciar um lindo entardecer. Localizado no distrito de Miraflores, situado sobre um penhasco com vista para o Oceano Pacífico, o Parque do Amor é o local preferido pelos casais de Lima para fazerem promessas eternas enquanto desfrutam de um belo por de sol.

No centro do parque, uma grande escultura de Victor Delfín chamada “El Beso”, representa um jovem casal envolvido em um beijo apaixonado. O parque está rodeado por um muro em mosaico, onde se encontram gravados nomes de vários casais, assim como frases de famosos poetas e escritores, com o amor como tema central.

Com essas características, não é de se estranhar que este parque também seja um dos lugares preferidos por recém casados como cenário para seu álbum de casamento. Embora já tenha passado, o dia 14 de fevereiro marca o dia de uma concentração de casais, que imitando a escultura de Victor Delfín, competem para dar o “beijo mais longo”.

 

0 Comentário
261 Visualizações

Fernando Muylaert desvenda São Petesburgo na Russia, no Mundo Muyloco .

São Petersburgo (Russo: Санкт-Петербу́рг, tr. Sankt-Peterburg) é a segunda maior cidade da Russia, ficando atraz da capital Moscow. Também conhecida como Veneza da Russia por causa dos seus milhares de rios. Ela lembra bastante Amsterdan com seus canais e um ar jovem e artísitico.  Está localizada ao longo do Rio Neva. Em 1914, o nome da cidade foi mudado para Petrogrado (Russo: Петроград) e, em 1924, para Leningrado (Russo: Ленинград). Em 1991, após o colapso da União Soviética, a cidade volta ter seu nome original. É frequentemente chamada apenas de Petersburgo e informalmente conhecida como Peter.

É frequentemente descrita como a metrópole mais ocidentalizada da Rússia, bem como a capital cultural do país.[5] É a cidade mais setentrional do mundo com população acima de 1 milhão de habitantes. Seu centro histórico e monumentos constituem um Patrimônio Mundial pela UNESCO. São Petersburgo também é o lar do Hermitage, um dos maiores museus de arte do mundo.  Um grande número de consulados estrangeiros, corporações internacionais, bancos e outras empresas estão sediados na cidade.

 

0 Comentário
377 Visualizações

RUSSIA no Mundo Muyloco Ep 02 – Barangas Russas

Fernando Muylaert mostra a sua viagem etílica para a Rússia e no segundo episódio vai mostrar seu encontro com as mulheres mais feias de todo país.

0 Comentário
1486 Visualizações